segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Marina Silva se complica no Rio e apanha do jornal "O Dia"

ELEIÇÕES 2014 - O jornal "O Dia" expõe que a candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, apoia a lei que tira do Estado do Rio de Janeiro os royalties do petróleo. Reportagem do jornal afirma que "a candidata do PSB assumiu ser favorável à lei aprovada no Congresso Nacional, em 2012, que altera os repasses dos royalties dos estados produtores de petróleo, como o Rio de Janeiro e o Espírito Santo". A Secretaria de Fazenda estima que, com a nova lei, o Rio perderia, por ano, R$ 1,6 bilhão. "Foi feita uma discussão no Congresso. Nesse momento está sendo apreciado pela Justiça na mais alta Corte e a mais alta Corte irá se pronunciar. Nós defendemos a forma como foi aprovado no Congresso (Nacional)”, afirmou Marina, em entrevista coletiva no Rio, ao ser questionada sobre o assunto.

O jornal explica que "pela maneira como ficou aprovada a Lei dos Royalties no Congresso, e que Marina se diz favorável, os estados produtores, que recebem 26% do dinheiro, teriam a fatia reduzida para 20%". "Para os municípios a diminuição é mais severa: iriam de 26,25% para 15% no ano seguinte, chegando a apenas 4% em 2020. O prejuízo estimado do Estado do Rio com o novo modelo chegaria a R$ 27 bilhões em 2020. Já o Espírito Santo deixaria de receber R$ 10,5 bilhões", complementa.

No começo do mês, Marina emitiu uma nota negando que fosse a favor da revisão dos contratos.“Marina jamais defendeu ou defenderá projeto para rever os contratos dos processos de exploração de petróleo em vigor. Os estados produtores, como Rio e Espírito Santo, dependem desses recursos para alimentar suas economias”, informava a nota. Ela, no entanto, não fez menção à posição favorável à Lei dos Royalties que permite a mudança nos contratos.

A declaração desta semana é semelhante a quando Marina foi candidata pelo PV em 2010. “Penso que a distribuição dos royalties não deve ficar apenas com os estados produtores”, disse ela ao jornal, naquela ocasião. Marina completou dizendo que Rio de Janeiro e Espírito Santo precisam ser “valorizados”, mas a ex-senadora não deixou clara como seria a compensação de recursos aos estados produtores.

Via Brazil247


Garotinho reforça denúncias contra a Globo


ELEIÇÕES 2014 - O deputado federal e candidato ao governo do Rio pelo PR, Anthony Garotinho (PR), criticou, novamente, a Rede Globo, ao reforçar que a empresa da família Marinho está envolvido com denúncias de sonegação fiscal. Segundo o parlamentar, desde a sua entrevista concedida ao RJ TV, na última quinta-feira (18), a emissora tenta "convencer a opinião pública de que não praticou dezenas de crimes", mas apenas a compara dos direitos de transmissão da Copa do Mundo".

Após ser questionado sobre denúncias de corrupção, na entrevista ao RJ TV, o parlamentar afirmou se tratam apenas de acusações e trouxe à tona o processo contra a Globo. "Eu não sei se a Globo é culpada, eu até acho que é, mas é opinião minha, quem vai dizer isso é o juiz. Disseram que a Globo sonegou bilhões", afirmou.

Em seu blog, o parlamentar disse que a "picaretagem da Globo envolveu pelos menos 11 empresas construídas em paraísos fiscais e no Brasil. Todas pertencem secretamente ou não ao sistema da Globo". As empresas pelo deputado foram Empire (Virgens Britânicas), GEE Eventos (Brasil), Globinter (Antilhas Holandesas), GloboPar (Brasil), Globo Overseas Investimento B / V (Holanda), Globo Radio (Ilhas Cayman), ISMM Investiment AG, GloboSat (Brasil), Porto Esperança, Power Company (Uruguai) e a própria TV Globo. 

"Detalhe importante: a investigação sobre corrupção no futebol na FIFA feita na Suíça, a mesma que envolveu Ricardo Teixeira e João Havelange por recebimento de propina, mostra que a Empire (império em inglês), nas Ilhas Virgens Britânicas está envolvida nos dois casos, e indica também propina para os direitos de rádio e TV nas Copas de 2002 e 2006. A maracutaia teria sido fechada no dia 17/12/1998 por U$ 221 milhões", acrescenta Garotinho.

O candidato lembra, ainda, que, através de uma investigação interna, a Receita Federal descobriu "que a agente administrativa Cristina Maris Meinick Ribeiro foi a responsável por desaparecer com as provas contra a Globo". "Ela foi condenada em junho de 2013 pela 3ª Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro a 4 anos e 11 meses de reclusão por ter sumido com o processo que resultou numa multa de R$ 615 milhões contra a GloboPar", disse o deputado.

No final do seu post, Garotinho deixa um PDF sobre o processo fiscal contra Globo.

Assista a entrevista do Garotinho que foi ao ar no RJTV1ª Edição
(assista aqui à integra).


Via 247


Dennis Dauttmam ligará Recantus ao Sargento Roncalli com uma ponte para pedestres

BELFORD ROXO - O prefeito de Belford Roxo, Dennis Dauttmam, se reuniu, na última quarta-feira (17 de setembro), com moradores do bairro Recantus (antigo Babi). Durante o encontro, Dauttmam prometeu iniciar nas próximas semanas a obra de construção de uma ponte para pedestres sobre o Rio Botas, que ligará Recantus a Sargento Roncalli. 


A luta dos moradores de Recantus por uma passarela vem de longa data. Eles alegam que a oferta de linhas de ônibus no bairro é precária, mas no Sargento Roncalli – que fica do outro lado do Rio – há ônibus para diversos locais como Nova Iguaçu, Pavuna e Central. Sem a passarela, os pedestres utilizam uma tubulação da Cedae para atravessar o rio. 


Dennis Dauttmam ressaltou que a passarela será fundamental para os dois bairros, que estão divididos pelo rio Botas. 

“As pessoas não podem ficar se arriscando em tubulação. Essa situação irá acabar logo. A passarela facilitará o fluxo de pessoas e melhorará o comércio dos dois bairros. Os moradores do Recantus terão agora uma maior oferta de ônibus”, disse o prefeito.





Via Notícias de Belford Roxo
Foto da ponte ilustrativa


Institutos de seguridade dos municípios têm dívidas milionárias, e prefeituras suam para pagar aposentados e pensionistas

BELFORD ROXO - Herdeiros de dívidas milionárias, os institutos de previdência das maiores cidades da Baixada exigem das prefeituras malabarismos financeiros para pagar aposentados e pensionistas a cada mês. Em Duque de Caxias, a prefeitura está fazendo uma auditoria para verificar o valor, mas calcula que seja de aproximadamente R$ 580 milhões. Nova Iguaçu tem um rombo de R$ 46,73 milhões e Belford Roxo, de cerca de R$ 115 milhões.

Segundo o prefeito de Caxias, Alexandre Cardoso, a dívida chegou a esse valor por conta de antigas administrações, que não repassavam o que deviam ao Instituto de Previdência dos Servidores Públicos municipais.

— Para não atrasar os pagamentos, a prefeitura repassa cerca de R$ 8 milhões por mês ao instituto para completar os R$ 14 milhões necessários. Estamos fazendo uma auditoria e, assim que tivermos o valor exato da dívida, vamos ao Ministério da Previdência repor o que está faltando — explicou Cardoso.

Em Nova Iguaçu, a dívida, que batia na casa dos R$ 400 milhões, foi reavaliada e diminuiu para R$ 145 milhões. Após um Termo de Ajuste de Conduta, a prefeitura passou a pagar uma parcela por mês para quitar o valor. O órgão repassa R$ 2,5 milhões mensalmente e reduziu o débito municipal em R$ 99 milhões. Atualmente, a dívida está em R$ 46 milhões.

— Essa dívida foi contraída em grande parte entre 2005 e 2010, na gestão do Lindberg Farias. Está no relatório da CPI na Câmara Municipal — disse o secretário de Governo, Thiago Portela.

Em entrevista ao “O Globo", Lindberg disse que a dívida é da prefeitura e que foi contraída em gestões anteriores à sua.


Para quitar o débito, a Prefeitura de Belford Roxo procurou o Ministério do Planejamento, que autorizou o parcelamento do valor. O órgão também atribui a dívida a gestões anteriores.








Com dinheiro em caixa, Meriti atrasa salários


Na contramão das outras cidades, a Prefeitura de São João de Meriti informou que o Meriti Previ tem um caixa de R$ 9 milhões. No início deste mês, porém, funcionários e aposentados das secretarias de Saúde e Administração protestaram contra o atraso de seus pagamentos.

A aposentada Maria das Graças Seabra, de 67 anos, ficou três meses sem receber.


— Tive que pedir dinheiro para o meu filho para comprar o meu colírio e continuar tratando o glaucoma — contou Maria das Graças.

A prefeitura informou que precisa repassar R$ 4,25 milhões todo o mês para que os pagamentos do Meriti Previ não fiquem atrasados. Segundo o município, esse aporte tem como objetivo compensar o déficit causado por erros de cálculo há mais de 15 anos.

O órgão disse ainda que a redução no valor dos repasses federal e estadual à Prefeitura de São João de Meriti tem prejudicado o pagamento ao instituto.


Via Extra


Vídeo do Desfile Cívico-Militar de Belford Roxo - 2014





sábado, 20 de setembro de 2014

Eleições 2014: Agenda de candidatos ao governo do RJ, em Belford Roxo (Sábado - 20/09)

- Luiz Fernando Pezão (PMDB)
16h - Caminhada em Belford Roxo (Avenida Atlântica, nº 1224, próximo à ponte da Rua Mauá. Bairro Jardim Xavantes).





sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Roda Cultural de Belford Roxo - Sábado -20/09 - Areia Branca

BELFORD ROXO - A Roda Cultural de Belford Roxo vem se firmando no circuito de eventos do gênero na Baixada. O evento conta com Batalha de MCs, Open Mic, apresentações de grupos e MCs, além de uma partida de Basketball com jogadores da região. O evento chega à sua 8ª edição, que vai acontecer amanhã (sábado - 20/09), e contará com shows de Polissimia, Niví, Jhonny MC e Marcão Baixada.


O evento é gratuito e acontece na Praça de Areia Branco, próximo ao Hospital Infantil de Belford Roxo.

SERVIÇO
Roda Cultural de Belford Roxo
Local: Praça de Areia Branca
Data e Horário: 20 de Setembro de 2014, à partir das 17:30 (Partida de Basquete começa às 15:00)
Entrada Franca.

Via Notícias de Belford Roxo
Foto: Marcos Lopes


Bayer Belford Roxo não vive um bom momento

BELFORD ROXO - O grupo alemão Bayer anunciou nesta quinta-feira, 18 de setembro, que pretende separar sua divisão química do restante da companhia (o complexo químico da Bayer no Brasil fica localizado em Belford Roxo-RJ). O conglomerado quer se concentrar inteiramente nos negócios de ciências da vida (saúde humana e animal) e CropScience (agronegócios).


"Vamos crescer como uma companhia voltada para ciências da vida. Atualmente, 70% das vendas e 90% da lucratividade do grupo estão nessas duas divisões", disse ao jornal "O Estado de S. Paulo" Kemal Malik, o principal executivo de inovação da Bayer e membro do conselho do grupo.

A companhia pretende listar no mercado de ações seu negócio de polímeros (plásticos), menos lucrativo, nos próximos 12 a 18 meses. Essa oferta pública poderá levantar entre 10 bilhões e 11 bilhões de euros no mercado, segundo analistas ouvidos pela Reuters.

Nos últimos anos, a companhia começou a se desfazer globalmente de negócios voltados para especialidades químicas, que já não garantiam alta rentabilidade e que nos últimos meses perderam competitividade para o "shale gas" (gás de xisto). "Essa divisão tem uma boa geração de caixa, mas não estamos em um ambiente muito competitivo e sofremos forte concorrência da China", disse Malik, reafirmando que o futuro da companhia será voltado para ciências da vida.

Nesse sentido, segundo o executivo, a Bayer está acelerando investimentos em pesquisa e desenvolvimento de medicamentos. "Temos cinco importantes produtos que podem gerar receita (futura) de 7,5 bilhões de euros", disse. Uma das principais apostas é o Xarelto (anticoagulante), que sozinho pode alcançar vendas globais de 3,5 bilhões de euros. Outros produtos, como Elya (degeneração macular úmida), Adempas (hipertensão pulmonar), Xofigo (câncer de próstata) e Stilvarga (câncer colo retal) compõem o novo portfólio.

"As apostas são em P&D para desenvolvimento de drogas com alto potencial de inovação. À medida que essas drogas chegam ao mercado, levam a Bayer para uma longa jornada rumo a um crescimento sustentável." A companhia investe mais de 3 bilhões de euros em inovação e possui uma equipe de 13 mil pessoas no mundo dedicadas à pesquisa.

Em maio, o grupo alemão anunciou a aquisição da unidade de bens de consumo da Merck, por US$ 14,2 bilhões. Com essa transação, a Bayer tornou-se a segunda maior fabricante de medicamentos sem prescrição do mundo, atrás da Johnson & Johnson.

"Foi uma aquisição consistente, uma vez que a nossa estratégia é se consolidar na área de 'consumer care'. Recentemente, GSK e Novartis anunciaram uma joint venture para atuar na área de medicamentos isentos de prescrição. Esse é um 'core business' para nós. Faz parte desse movimento de consolidação. Temos que olhar que muitas indústrias aderiram a essa tendência porque precisam ampliar seu portfólio com novos produtos", afirmou Malik.

Brasil

A Bayer deverá investir R$ 200 milhões no País, afirmou Theo Van der Loo, presidente da companhia no Brasil. Recentemente, a companhia fez aquisições para avançar no segmento de sementes, sobretudo de grãos. Novos negócios estão no radar da companhia.

No ano passado, a subsidiária brasileira registrou faturamento de R$ 7 bilhões. A divisão Cropscience (defensivos agrícolas) abocanha a maior parte da receita: 62,5% do total, com R$ 4,4 bilhões em vendas, um aumento de 41% sobre 2012. O Brasil é o segundo maior mercado para a Bayer na divisão Cropscience, atrás dos Estados Unidos. Os dois países têm forte vocação agrícola.

Belford Roxo







Mas a divisão química do grupo não vive um bom momento, segundo fontes. O complexo químico do conglomerado, localizado em Belford Roxo (RJ), tem sofrido, como boa parte das indústrias desse segmento, perda de competitividade.

Líder no País em contraceptivos (anticoncepcionais), a companhia, dona da Aspirina, produziu no ano passado cerca de 2 bilhões de pílulas, segmento que continua em expansão.

A Bayer deverá manter suas apostas em mercados emergentes, a despeito da retomada da economia de alguns países do hemisfério norte. "Nosso crescimento vem desses mercados. Crescemos nos EUA, mas também na China, México, Brasil e podemos investir em novos mercados", disse. 

Via  jornal O Estado de S. Paulo.


Belford Roxo forma 898 jovens no Programa Projovem Trabalhador

BELFORD ROXO - A Prefeitura de Belford Roxo promoveu nesta sexta-feira (19 de setembro) a formatura de 898 alunos do Programa Projovem Trabalhador. Em apenas um ano, o projeto, realizado em convênio com o Governo Federal, já garantiu qualificação profissional para 2.238 jovens belforroxeses.  A cerimônia, realizada no bairro Bom Pastor, contou com a presença do Prefeito Dennis Dauttmam,  do secretário de Educação, Wagner Turques,  do subsecretário de Governo, Marcelo Moraes, e da coordenadora pedagógica do Projovem, Clarice Santos.

Iniciado em outubro de 2013, com polos em nove bairros, o Projovem Urbano de Belford Roxo, ofereceu cursos em diversas áreas, tais como: administração, serviços pessoais (beleza e estética), turismo e hospitalidade, telemática, construção e reparos. Os estudantes tiveram aulas de português, matemática, cidadania e ética, inclusão digital, além do treinamento prático e teórico relacionado ao curso escolhido.  Foram 350 horas/ aula com material didático, lanche, transporte e uniforme gratuitos, isso sem contar com uma bolsa auxílio de R$ 600.

A iniciativa visa tirar jovens de situação de vulnerabilidade social, assegurando melhores condições de ensino e preparando-os para o mercado de trabalho. Desta forma e comprovando a eficácia do projeto, dos mais de dois mil jovens formados, pelo menos 700 já estão inseridos nos mercados de trabalho formal ou informal, e outros tantos já atuam de modo autônomo.

O prefeito fez questão de ressaltar a importância do Projovem para quem quer se capacitar e  iniciar uma carreira profissional. “Esta é uma ferramenta de grande importância para aqueles que querem ter uma profissão. É uma grande conquista trazer para Belford Roxo iniciativas como o Projovem e ver o sonho de cada um se tornando realidade. Chegar com esse projeto na fase de conclusão é resultado da nossa dedicação para garantir um futuro melhor para vocês. Em muitas cidades isso não acontece e tudo para na metade. Em Belford Roxo é diferente! Aqui os projetos são realidade e nossa educação está melhorando cada vez mais”, disse.

Dauttmam concluiu sua participação lembrando das conquistas alcançadas durante sua administração. “A cidade foi contemplada com a construção de 21 creches, de dois Centros de Vocação Tecnológica, de um polo do Cederj, dois Centros de Esportes e Artes unificados, os CEUs, dois Centro de Iniciação ao Esporte e sem contar com a construção da primeira faculdade federal do município, onde vocês poderão concluir seus estudos daqui a alguns anos. Vamos reformar nossas escolas e todos terão motivo para se orgulhar de Belford Roxo”, concluiu o prefeito.


Todos os formandos receberam certificados de conclusão de curso.



Via imprensa
Fotos: Leonardo Hortêncio

Prefeitura de Belford Roxo investe em ações de saúde e promove palestras gratuitas

BELFORD ROXO - Pensando sempre em proporcionar mais qualidade de vida para a população, aliado ao melhor atendimento no setor da saúde, a Prefeitura de Belford Roxo, através da Secretaria Municipal da Saúde e da Subsecretaria Executiva de Vigilância em Saúde, vem investindo em diversas ações de capacitação dos profissionais da área. Como forma de afirmar esta intenção, foi realizada na manhã desta sexta (19), a palestra “Diagnóstico de artrite psoriásica e psoríase”, ministrada pelo médico geneticista João Gabriel Daher, no Auditório II da Uniabeu. O evento foi organizado pela empresa Abbvie.
A proposta do encontro foi orientar sobre a forma adequada do diagnóstico e as diversas diretrizes terapêuticas para o tratamento da artrite psoriásica e da psoríase. Esse assunto é de extrema importância para a população, pois algumas pessoas têm a doença, mas não conseguem identificar o problema no início e poucos locais oferecem o tratamento adequado. Atualmente, em Belford Roxo, a Clínica da Mulher realiza o tratamento, monitoramento e acompanhamento dos pacientes, mas o atendimento está sendo direcionado para Escola Municipal de Educação Especial Albert Sabin (localizada na Rua Celi, s/n – Nova Piam).

Na ocasião, o público pôde esclarecer dúvidas e trocar experiências, pois algumas pessoas que estavam presentes são pacientes diagnosticados pela clínica e outros relataram casos na família. “Agradeço muito a todos pelas informações. Adorei participar dessa palestra e aprender sobre o tratamento da doença, pois tenho um filho com os sintomas iguais aos que o Dr. João Gabriel disse. Agora, poderei orientá-lo a procurar o centro de atendimento”, comemorou a Sra. Maria José Santana, de 66 anos, moradora do bairro Santa Marta.
Ainda estiveram presentes o Superintendente da Vigilância Sanitária, Marcio Bravim, o Diretor de Fiscalização da Saúde, Vinicius Augusto da Costa, o Assessor Especial da Secretaria de Saúde, Leonardo Mazzutti, e o Presidente da Associação Brasileira de Doenças Raras, Sidney Castro.

Informações sobre o palestrante:

João Gabriel Lima Daher é o responsável pelo primeiro Centro de Triagem para Portadores de Doenças Raras e Autoimunes do Estado do Rio de Janeiro, que fica localizado em Belford Roxo; Médico do Serviço de Genética da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Médico Chefe de Serviço de Dermatologia do Hospital Beneficência Portuguesa-RJ; Coordenador do Serviço de Doenças Autoimunes do Hospital Municipal de Santo Antônio de Pádua.

Via imprensa PMBR
Fotos: Leonardo Hortêncio